Clicker e Targeting

Hoje venho falar-vos sobre o targeting, sim esta palavra esquisita que nada mais significa em português leigo, tocar.

O targetting é uma ferramenta muito útil para o treino com o vosso patudo. Este exercício vai ser usado em diferentes exercícios. Contudo é algo básico para começar. Target significa alvo e é exatamente é isso que ensinamos, ensinamos o cão a seguir um alvo.
Pode-se usar qualquer objeto como target, a própria mão, um osso, etc. Mas geralmente o que eu prefiro é um post it na mão.
Vou explicar com base no reforço positivo. No decorrer deste exercício podem utiliza o clicker ou um comando vocal.

NOTA: O clicker é um pequena caixinha com um botão que emite um som cada vez que se clica. Este instrumento é um reforçador de comportamento, assim cada vez que o patudp ouvir o “click” vai perceber que fez algo de bem. É uma especie de gravador, grava (marca) na memória do cão a acção que ele fez.

É como dizer, good job ou muito bem.

Vantagens do treino com o clicker

O treino com clicker apresenta toda uma série de vantagens que deve ter em conta se ainda tiver dúvidas sobre o seu uso.
Uma das mais notáveis é que através deste método o patudo aprende um exercício com um propósito, não por hábito. Desta forma, a aprendizagem dura mais tempo porque o patudo é consciente do comportamento e da ação que está a realizar.


Além destes, destacam-se os seguintes pontos:

Simples: O seu uso é muito fácil de perceber.

Criatividade: Ao facilitar a comunicação entre si e o seu patudo, vai ser mais fácil para lhe ensinar mais truques. Deixe a sua imaginação voar e passe ótimos momentos ensinando novas truques, como eu ensinei as contas à Ginja Maria.

Estímulo: Este tipo de aprendizagem faz com que o patudo esteja mais motivado e interessado.

Concentração: A comida é um grande reforço mas por vezes o patudo está demasiado dependente dela e não presta atenção ao exercício. Com o clicker não existe esse problema.

Reforço a distância média: Pode recompensar ações a distancias maiores, como o senta, deita e fica à distancia

ANTES DE COMEÇAR: É importante fazer em pequenos passos, se o pautado não tocar imediatamente no post it é normal, basta olha e ja pode recompensar. Ter em conta as repetições ideias para o seu patudo. Muitas vezes seguidas não significa sucesso, pouco mas bom. Por exemplo para a Ginja Maria faço apenas três repetições e paro. Nunca acabar em negativo, ou seja, é importante que o pautado acabe motivado e com vontade de fazer mais e vocês donos também.

Treino com Clicker

Passos:

1. Para começar coloque o post it na mão, assim o objectivo neste exercício é o cão tocar no post it sem morder.

2. Clicke e recompense sempre que o cão olhar para o post it .

3. Clicke e recompense a cada movimento de cabeça em direção ao post it.

4. Pode ir movimentando o post it para captar a atenção do patudo.

5. Clicke e recompense sempre que o patudo tocar no post it com o focinho dê um jackpot ( jackpot = 1 clique e várias recompensas (biscoito/mimo/brinquedo).

Obs:: Os patudos naturalmente farejam novos objetos que lhe são apresentados. Capture este movimento para acelerar o processo.


Treino sem clicker

1. Para começar coloque o post it na mão, assim o objectivo neste exercício é o cão tocar no post it sem morder.

2. Sempre que o cão olhar para o post it diga um reforço vocal como muito bem ou algo do género e recompense

3. A cada movimento de cabeça em direção ao post it diga um reforço vocal como muito bem ou algo do género e recompense

4. Pode ir movimentando o post it para captar a atenção do patudo.

5. Sempre que o patudo tocar no post it com o focinho diga um reforço vocal como muito bem ou algo do género e recompense dê um jackpot ( jackpot = 1 clique e várias recompensas (biscoito/mimo/brinquedo)

Obs: Os patudos naturalmente farejam novos objetos que lhe são apresentados. Capture este movimento para acelerar o processo.

Ensinando o comando vocal :

Depois que o comportamento se tornar consistente é hora de inserir o comando vocal.

O comando vocal não é um comando, este informa ao patudo o que é que ele está a fazer e avisa uma oportunidade. Ele não responde ao comando vocal porque “deve” mas sim porque este estabelece uma oportunidade para recompensa.
1. Escolha uma palavra e um tom de voz. Eu uso a palavra “toca”. Você pode ensinar de duas formas.
Mostrando o target e quando o patudo tocar no target diz-se o comando e depois clica e recompensa ou sem o clicker, comando vocal, o patudo toca, dizemos muito bem e recompensamos.

2. Dizer o comando vocal antes de mostrar o target (meio segundo antes) e só clicar e recompensar quando o patudo tocar. Importante: Só recompense os toques que forem precedidos pelo comando vocal.Importante: Só recompense os toques que forem precedidos pelo comando vocal.

Depois de algumas sessões é importante extinguir o comportamento de tocar o target sem o comando vocal. Então vai mostrar o target ao patudo e sem movê-lo ou dizer nada, vai deixar o cão tocar algumas poucas vezes sem dizer nada ou fazer.

Vai retirar o target. Vai dar o comando vocal e mostrar o target novamente. Se o patudo tocar, há uma recompensa. Se não, simplesmente retira o target e não recompensa.

Qual o objectivo deste treino??

Foi assim que eu comecei a ensinar a Ginja Maria a fechar portas e gavetas.

Como??

Depois do patudo ter bem treinado que ao comando tem de tocar no post it, tirei o por it da mão e colei numa porta de armário. Dizia o comando vocal e a GM tocava na porta. Três vezes para tocar e parava. Depois comecei a ser mais exigente e nao recompensava apenas com um toque ao de leve mas sim quando ela empurrava um pouco a porta. Novamente três repetições e parava. Por fim recompensava apenas quando ela tocava com força suficiente para fechar a porta( aconselho portas leves como de pequenos armários).
Utilizei também o targeting para a GM aprender a fechar e abrir caixas e reconhecer objectos.

Já sabem qualquer duvida enviem.nos email e vamos brincar a treinar com o nossos patudos.